Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias de História

Bem-vindo(a) Este espaço foi criado em 2017 e tem por objectivo de transmitir um pouco de tudo, que o publico desconhece ou nunca ouviu falar. Contudo a história por si é feita de pequenas e grandes histórias, desde factos banais a acontecimentos

Histórias de História

Bem-vindo(a) Este espaço foi criado em 2017 e tem por objectivo de transmitir um pouco de tudo, que o publico desconhece ou nunca ouviu falar. Contudo a história por si é feita de pequenas e grandes histórias, desde factos banais a acontecimentos

O Carnaval português de antigamente

A festa de carnaval surgiu “pela mão” da Igreja Católica, no século XI, aquando da instituição das celebrações da Semana Santa, antecedida por 40 longos dias de jejum: a Quaresma.

Durante os três dias que antecediam este período de penitência e privação, as pessoas uniam-se, enalteciam os seus costumes e tradições, organizando uma grande festa que decorria nos chamados “dias gordos”, principalmente na terça-feira.

O povo trocava presentes, comia e bebia de manhã à noite e elegia um rei por brincadeira.

Na época do Renascimento, surgiram os bailes de máscaras e as fantasias.

A origem de carnaval está relacionada com a junção de duas palavras latinas “carnis” (carne) e “valles” (prazeres) e o evento tem a duração de 3 dias.

 

O Carnaval de Antigamente

 

O combate entre o carnaval e a quaresma (1559), de Pieter Brueghel   (ca 1525-1569) O carnaval português, que foi levado a suas colônias (inclusive o Brasil) sempre teve características bem diferentes do realizado em outros países da Europa, sendo reconhecido até mesmo por autores portugueses como uma festa cujas características principais eram a sujeira e a violência. O carnaval surgiu no Brasil em 1723, com a migração vinda das ilhas portuguesas da Madeira, Açores e Cabo Verde. As festividades carnavalescas, chamadas de Entrudo (palavra de origem latina que significa "entrada"), eram semelhantes às que ocorriam em Portugal – descritas pela Enciclopédia Portuguesa- Brasileira:

 

"Pelas ruas generalizava-se uma verdadeira luta em que as armas eram os ovos de gema, ou suas cascas contendo farinha ou gesso, cartuchos de pós de goma, cabaças de cera com água de cheiro, tremoços, tubos de vidro ou de cartão para soprar com violência, milho e feijão que se despejavam aos alqueires sobre as cabeças dos transeuntes.

 

Havia ainda as luvas com areia destinadas a cair de chofre sobre os chapéus altos ou de coco dos passantes pouco previdentes e até se jogava entrudo com laranjas, tangerinas e mesmo com pastéis de nata ou outros bolos.

 

Em vários bairros atiravam-se à rua, ou de janela para janela, púcaros e tachos de barro e alguidares já em desuso, como depois se fez também no último dia do ano, no intuito de acabar com tudo de velho que haja em casa.

 

Também se usaram nos velhos entrudos portugueses a vassourada e as bordoadas com colheres de pau etc.."

bruegelcarnival-1073x675.jpg

 

 

Quando a cidade inteira saía à rua: o Carnaval em Lisboa no início do século XX

Não havia plumas nem mulheres despidas, as crianças posavam sérias para as fotografias e as ruas da cidade enfeitavam-se como se fosse Natal.

Os carros alegóricos das lojas de chapéus e de chás, as festas infantis no Teatro Nacional D. Maria II e a mítica figura do Xé-Xé. Em Lisboa, no início do século XX, o Carnaval era uma festa que levava milhares de pessoas às ruas, com desfiles na Avenida da Liberdade, no Chiado e no Terreiro do Paço.

Fomos ao Arquivo Municipal de Lisboa e deixamos-lhe aqui uma fotogaleria sem plumas nem brilhos, e que mostram o espírito carnavalesco da época.

 Veja nesta fotogalerias as imagens do Carnaval.jpg

1905. Carro de honra da cidade do Porto, numa repr

1905. Um grupo de pessoas decidiu caricaturar os e

1910. No Teatro Nacional D. Maria II realizava-se

1911. Desfile na Avenida da Liberdade.jpg

1911. Praça da Figueira no dia de Carnaval, em Li

As ruas da cidade de Lisboa eram ornamentadas, tal

Carro alegórico Os Operários da Fábrica. 1911.j

Cortejo carnavalesco com carros alegóricos1.jpg

Dança da luta durante o desfile carnavalesco.jpg

Desfile carnavalesco.jpg

E em 1906 o prémio do jornal O Turista foi para L

E o Rei dos Chás investiu em grande. 1929.jpg

Em 1906 estava na ordem do dia a negociata dos tab

Em 1911, mascarar-se de República era o que estav

Em 1927, muitos dos estabelecimentos comerciais da

Este é o carro alegórico do Rei do Carnaval de 1

Estes grupos também faziam outro tipo de acrobaci

Mas iam sempre muito compostos e devidamente tapad

Mascarado Xé-Xé no Carnaval.jpg

Na Praça D. João da Câmara, em Santa Justa, Lis

O Carnaval da Escola Politécnica, em desfile pela

O Carnaval em Lisboa. Carro alegórico da Casa das

O Carnaval era uma festa muito participada em Lisb

O Xé-Xé era a principal figura das paródias at

Os sabonetes Santa Clara não faltaram à festa em

Outra cegada, menos engalanada, mas com o mesmo pr

Podia ser do momento solene da fotografia, mas nã

Uma cegada, em 1911. Ou seja, um grupo de figuras

 

O Carnaval em Portugal

 

Hoje descobrimos como se comemorava antigamente e como se comemora hoje em dia o Carnaval em Portugal. Antes de partirmos para a nossa primeira descoberta, tentamos dizer tudo o que nos fazia lembrar o Carnaval, isto é, a área vocabular de Carnaval. As palavras que nos vieram à cabeça foram máscaras, fantasias, palhaços, balões, serpentinas, jogos, comida, bebidas e muita alegria!

 Depois, demos início à nossa pesquisa e descobrimos o seguinte:

  • Antigamente as pessoas mascaravam-se, assustavam as outras pessoas e faziam coisas engraçadas. As suas fantasias eram roupas velhas. No dia de Carnaval, cada terra tinha o seu rei e rainha. Hoje em dia, o Carnaval é diferente. Vê como é o Carnaval em algumas terras:
  • Torres Vedras - O Carnaval em Torres Vedras é conhecido como o "Carnaval mais português de Portugal". Não imitam outros países, como por exemplo, o Brasil. Continuam a utilizar o Carnaval para brincar e gozar com as pessoas que estão no governo.
  • Ovar - Ovar é uma terra a norte de Portugal muito sossegada. O seu Carnaval é muito conhecido. São as pessoas que fazem as suas roupas de Carnaval. Para além das pessoas, há bonitos carros enfeitados que andam nas ruas a desfilar. O Carnaval de Ovar é grande, alegre e divertido!
  • Madeira - Na ilha da Madeira as pessoas gostam de andar sempre a mexer-se. É muito divertido, as pessoas vestem-se com cores alegres, que condiz com as imensas flores que a ilha tem nos jardins e nas ruas.
  • Alcobaça - Em Alcobaça o Carnaval não dura três mas sim cinco dias. As pessoas vão para a festa vestidas de branco. Como era muito parecido com o Carnaval brasileiro, as pessoas pensavam que este Carnaval não ia funcionar mas afinal não era verdade.  

Tendo descoberto como era e como é agora o Carnaval em Portugal, resolvemos fazer um pequeno jogo. Como será o Carnaval no futuro? As respostas foram as seguintes:

  • No Carnaval haverá um enorme bolo para todas as pessoas que forem ver o cortejo;
  • Em vez de serem enfeitados com flores, os carros terão autocolantes com imagens de Carnaval;
  • Haverá um avião a atirar foguetes para festejar o Carnaval que é uma festa muito alegre.

Gostaram das nossas descobertas? Conheces outro Carnaval divertido em Portugal? Participa no nosso blogue! Envia-nos a tua opinião ou novas ideias. Já agora, como achas que será o Carnaval no futuro?

Para conseguirmos descobrir tudo isto sobre o Carnaval, visitamos este sítio:

http://www.junior.te.pt/carnaval03/carnaval.html

Trabalho realizado pelos alunos do 4.º ano de Rolle

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.