Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias de História

Bem-vindo(a) Este espaço foi criado em 2017 e tem por objectivo de transmitir um pouco de tudo, que o publico desconhece ou nunca ouviu falar. Contudo a história por si é feita de pequenas e grandes histórias, desde factos banais a acontecimentos

Histórias de História

Bem-vindo(a) Este espaço foi criado em 2017 e tem por objectivo de transmitir um pouco de tudo, que o publico desconhece ou nunca ouviu falar. Contudo a história por si é feita de pequenas e grandes histórias, desde factos banais a acontecimentos

Panoramica Convento da Arrábida

 

back.jpg

 

O Convento da Arrábida, construído no século XVI, abrange, ao longo dos seus 25 hectares, o Convento Velho, situado na parte mais elevada da serra, o Convento Novo, localizado a meia encosta, o Jardim e o Santuário do Bom Jesus. 

No alto da serra, as quatro capelas, o conjunto de guaritas de veneração dos mistérios da Paixão e algumas celas escavadas nas rochas formam aquilo a que convencionou chamar-se o Convento Velho.

O convento foi fundado em 1542 por Frei Martinho de Santa Maria, franciscano castelhano a quem D. João de Lencastre (1501-1571), primeiro duque de Aveiro, cedeu as terras da encosta da serra.

Anterior à construção, existia onde é hoje o Convento Velho, a Ermida da Memória, local de grandes romarias, junto da qual, durante dois anos, viveram, em celas escavadas nas rochas, os primeiros quatro frades arrábidos: Martinho de Santa Maria, Diogo de Lisboa, Francisco Pedraita e São Pedro de Alcântara.

 

  1. Jorge de Lencastre, filho do 1º duque de Aveiro, continuou as obras mandando construir uma cerca para vedar a área do convento. Mais tarde, seu primo D. Álvaro, mandou edificar a hospedaria que lhe servia de alojamento e projectou as guaritas, na crista do monte, que ligam o convento ao sopé da montanha, deixando, no entanto, três por acabar. Por sua vez, D. Ana Manique de Lara, nora de D. Álvaro, mandou construir duas capelas, enquanto o filho de D. Álvaro, D. António de Lencastre, mandou edificar, em 1650, o Santuário do Bom Jesus.

 

Com a extinção das ordens religiosas em 1834, o convento, as celas e as capelas dispersas pela serrania sofreram várias pilhagens e enormes estragos causados pelo abandono.

Em 1863, a Casa de Palmela adquiriu o convento mas as obras só começaram nas décadas de 40 e 50 do século seguinte. Quarenta anos depois, em 1990, o seu então proprietário, Manuel de Souza Holstein Beck, vendeu o convento e a área envolvente, num total de 25 hectares, à Fundação Oriente, a única instituição, que, em seu entender, dava garantias de manter os mesmos valores com que, no século XVI, os seus antepassados o entregaram aos arrábidos.

staticmap.png

Convento da Nossa Senhora da Arrábida

 

Um lugar ideal para se perder...E para encontrar-se, mesmo assim não encontrar alguém nunca mais;-). Localizado no coração da Serra da Arrábida, no Parque Natural do mesmo nome, este convento remoto e tranquilo está localizado. Não é um convento que é bem conhecido pelos turistas, pois só abre ao público a fim de explorá-la. Na verdade, para uma visita, que você deve entrar em contato com e defina a data da visita com qualquer entidade ou associação local, não está sempre aberta e como eu digo, certamente restringiu as visitas, eu sei.O convento é um complexo bastante grande, com diferentes unidades, pintadas de branco e conectado com caminhos de calçada, mas acima de tudo o que logicamente se destaca é a capela da nossa senhora da Arrábida. Para inseri-lo, ele passa pelos jardins precedidos de uma figura de San Pedro de Alcántara, depois de entrar em uma pequena praça construída praticamente sob uma inclinação vertical. Parece incrível como Box em seu dia a capela e as dependências do convento em uma área tão selvagem. Antes da entrada para a capela uma figura um tanto curiosa de mármore, representando a Frei Martinho, um dos fundadores e primeiros habitantes do convento, que estava ligado a conhecer esta área e planejar seu retiro aqui no meio do século XVI. A imagem curiosa porque ela aparece de braços cruzados, com boca e olhos enfaixados Cale-se, em um claro sinal de penitência. Primeira ordem eclesiástica que já habitavam o convento dos franciscanos que foi sempre, e o convento passaram muitas personalidades religiosas de Portugal e noviços em busca de paz interior e retiro espiritual. Certamente, o convento e seus arredores convidam para, uma vez que é cercado pela natureza acidentada e tem vistas espectaculares sobre a Baía de Setúbal, o Oceano Atlântico e a Península de Tróia. Certamente, o ambiente e a atmosfera que reina nessas partes convida a pensar e se perder. Atualmente não há nenhum monges que habitam as ruas uma vez estreitas, pequenas salas e quartos rústicos que uma vez tinham numerosos colonos. No entanto, que há uma pessoa de quem está no comando do convento e que decidiu se aposentar um dia, com a idéia de viver como uma eremita, com o que é justo e necessário, para pensar e escrever, totalmente remoto e descontaminada de vida urbana. Ele é um homem muito mais que nos fez a visita guiada de todas as dependências do convento, muito bonito e agradável, dando-na cada pequeno detalhe sobre o complexo. Assistir e ouvir suas explicações através de todos e cada um dos cantos e recantos do convento (cozinha, sala de jantar, quartos, etc.), um @ entende e verificar a dureza da vida rústica e Clausura carregando os monges aqui anos atrás, as condições de higiene e alimentação, muito básico, mas totalmente dedicado aos deveres religiosos e espirituais. Elogios, nunca melhor dito.Salientar que, apesar de não receber muitas visitas, a entidade que gere as visitas ao convento, aproveitando o idílico e místico lugar, organizar e alugar a pedido baseado nas instalações do mosteiro. No nosso caso, eles nos definir uma dependência como uma sala de reuniões em depois deram-nos excelentes comendo em um restaurante da área no último prédio do convento, com vista sobre a Baía de Setúbal e Troia espetacular. Honestamente, é um site em que existem quase nenhuma cobertura, então, se você deseja desconectar e perder mesmo, física, mas acima de tudo, mentalmente, pode ser um dos sites misticamente mais adequados a fazê-lo.

Convento da Arrabida.jpg

Convento da Nossa Senhora da Arrábida..jpg

Convento dos Frades Arrábidos (Convento da Arráb

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.